Pesquisar neste blog

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Ministério de Lee Vayle
Caríssimo irmão, Agradeço por seus comentários. O irmão citou no seu texto um trecho acerca do Ir. Lee Vayle, como segue abaixo:
"O Rev. Lee Vayle tem pregado este mesmo ensino do irmão Branham sem mudar absolutamente nada. Desta forma então, juntamente com os sermões do irmão Branham, também farei uso aqui neste estudo dos sermões doutrinários do irmão Vayle, porque como nos foi recomendado pelo próprio profeta, qualquer dúvida que tivéssemos acerca de alguma questão doutrinal, o Rev. Lee Vayle também estaria apto a responder, pois em tudo foi instruído."
Eu gostaria que o irmão, se possível, me encaminhasse onde posso localizar isto nas mensagens/fitas.
Fico no aguardo de seu contato.
Deus abençoe,
  Ir. N. M. Rodrigues

Deus abençoe irmão Neville. Pois não, essa palavras por mim mencionadas naquele texto “Jesus Não Teve Umbigo? Por Que?” foram baseadas nas declarações feitas pelo irmão Branham no seu sermão Jesus Cristo é o Mesmo Ontem, Hoje e Eternamente mas que ainda não foi traduzida para o português onde o profeta disse:
  “E se há qualquer coisa que lhe falta entendimento, algo que você não entende, meu associado, o irmão Vayle aqui, está toda hora disponível para explicar qualquer coisa que parece misterioso a vocês os irmãos ministros, ou onde quer que você esteja, ou qualquer membro, qualquer coisa. Se há uma pergunta, se nós já pregamos qualquer coisa, ou fazemos qualquer coisa, que isso não seja uma promessa de Deus nesta Bíblia, você tem o direito de vir a nós e nos perguntar como irmãos. E nós lhe pedimos que faça isso. Nós lhe pedimos como nossos irmãos e irmãs para vir a nós. Nós queremos ser os servos de Cristo. Isso é o que nós representamos no mundo ao redor”.
Jesus Cristo é o Mesmo Ontem, Hoje e Eternamente (23/03/1958) § 22
  Nenhum ministério no Brasil que faz traduções dos sermões do profeta parece na verdade estar interessado em traduzi-lo, pois não é cômodo para alguns saber que o profeta deu essa orientação para a Noiva ao mesmo tempo em que se vê pouquíssimos que a seguem, tendo em vista que muitos discordam do ministério de ensino do Rev. Lee Vayle, e muitos grupos da Mensagem que não compreenderam o que o profeta disse sentem-se até ameaçados em sua teologias com os esclarecimentos que o Irmão Vayle vem prestando em seus sermões. Parece que não querem que saibam que o profeta deu essa orientação, e se soubessem prefeririam discordar do profeta ou dizer que ele não foi feliz em sua orientação, ou mesmo de que ele se enganou.
  Muitos alegam falsamente que Lee Vayle não prega a mesma mensagem que o irmão Branham pregou. Se Lee Vayle pregasse algo pervertido daquilo que o irmão Branham havia ensinado, que espécie de profeta seria então o irmão Branham que não teria previsto isso, ou seja, de que mais adiante Lee Vayle se tornaria um “herege”? Essa é a pergunta que eu sempre faço. Se o ministério de ensino do irmão Lee é falso, então por que o profeta não previu isso quando nos indicou que aprendêssemos a mensagem da hora com ele?
  O profeta disse que poderia ser feito qualquer pergunta para um dos dois, no caso de um deles estar ausente. Ele não indicou mais ninguém em todo o seu ministério. Também Lee Vayle foi o único ministro em quem o profeta pôde confiar para lhe ajudar a corrigir a sua gramática no Livro das Eras. Pense nisso.
  E todos os que estavam juntos do profeta sabiam dessa orientação que o irmão Branham havia dado. Após a partida do profeta, aqueles que ainda tiveram algum zelo e consideração pelo o que o irmão Branham disse continuavam a consultar o irmão Vayle. O irmão Peary Green lembrou-se disso em seu livro Atos do Profeta após a morte do irmão Branham quando escreveu:
  (...) Cansado e confuso me estabeleci em um quarto de hotel naquela noite, porém não podia dormir. Eu me lembrei que o irmão Lee Vayle estava na cidade; talvez ele tivesse uma resposta. O irmão Branham havia falado muito do irmão Vayle. Ele se mantém como um farol para a mensagem do irmão Branham, derramando luz das Escrituras. (...)
  É provável que estas palavras do irmão Green estejam baseadas no que o próprio irmão Branham falou sobre o irmão Vayle em outras ocasiões:
  O irmão Vayle é um real professor profundo. A palavra profundo quer dizer pensativo, fundo e compreensivo que pretende fazer o não visto, visto, e que não é prontamente visível é feito visível por instrução”.  Vayle JIRÉ 1
  “Eu tenho um amigo em algum lugar aqui no edifício. Naturalmente todos vocês são meus amigos. Este irmão é o irmão Lee Vayle. Ele é um irmão precioso e um real estudante das Escrituras. Dr. Vayle é um batista com o Espírito Santo, e ele é um... Eu não digo isto lisonjeiro; eu somente digo isto porque EU CREIO NISTO. Eu penso que ele é um dos melhores estudantes versados que eu conheço entre nossos graus”.  O SEGUNDO SELO
  Na biografia do irmão Branham apresentado na página do Wikipedia em inglês o único colaborador de todo o ministério do irmão Branham de quem se faz menção é justamente o Rev. Lee Vayle:
  Lee Vayle, que trabalhou pessoalmente com William Branham, e editou o seu mais conhecido livro “Uma Exposição das Sete Eras da Igreja”, tem passado mais de 35 anos esclarecendo a Mensagem entregue pelo homem reconhecido pelos seus seguidores como o profeta-mensageiro para a Era final da igreja. Lee Vayle é considerado por alguns como sendo um mestre.
  Lee Vayle conta também que o profeta tinha um grande desejo de poder ver ainda em vida a visão da tenda se concretizar, e ele até havia feito alguns planos e quais seriam aqueles que o ajudariam. O profeta pensou em somente duas pessoas: Banks Wood e Lee Vayle:
  E eu direi a você como que atos de uma pequena estúpida experiência de Lee Vayle. Quando o irmão Branham disse: “Irmão Lee Vayle, olhe”, ele disse, “Lee, tenho duas pessoas já escolhidas, se Deus me der aquela tenda. Eu quero Banks Wood para assumir todos os implementos e tomar conta de toda a estrutura e todas aquelas coisas, e eu quero você”, ele disse, “eu quero você para tomar conta disso para mim”. Ele disse: “Você pregará a doutrina nas manhãs para os pregadores, fé à tarde para o povo, e escreverá os livros”. E eu disse: “Meu Deus, isso é bastante trabalho para apenas três pessoas”. (Deidade 4)
  No seu sermão Princípios do Amor” (7/07/1991), o Rev. Lee Vayle comentou que sempre foi desejo do irmão Branham desde o início que o irmão Lee o ajudasse a tornar a sua mensagem conhecida:
  Fui pregar para o irmão Branham e ajudá-lo. O homem que estava com ele naquele tempo, o irmão Branham disse-lhe, ele disse: “Irmão Borders, eu quero o irmão Lee para pregar porque ele me compreende. Quero que as pessoas saibam sobre mim”. (“Princípios do Amor”, § 55)
  Mas eu creio definitivamente que uma comissão foi dada a mim de Deus e reiterada pelo profeta, de que era para eu esmiuçar o que ele disse e trazer isto para o povo. Explicá-lo, e sua mensagem e o seu ministério para as pessoas. Tenho feito isso por toda a minha vida. Essa é a única coisa que eu sabia como. Isto me tropeçou em Chicago quando ele disse: “Lee, eu quero você para fazer isto”. Embora eu já tivesse feito isso sozinho quando ele disse: “Lee, faça isto”. (“Princípios do Amor”, § 55)
  O livro escrito pelo Rev. Lee Vayle e aprovado pelo profeta “O Profeta do Século XX” foi uma das formas utilizadas por ele para cumprir com a comissão que o profeta lhe havia confiado. Naqueles primeiros anos muitos o reconheciam como um ministro fiel que pudesse transmitir para a Noiva as verdades de Deus exatamente como o profeta ensinava:
  Nós chegamos ao ponto quando nós não tínhamos quase o que comer de novo. E os pregadores passavam em volta com seus belos bifes. Minha esposa e eu tínhamos, se estivéssemos com sorte, uma pequena refeição em conjunto da nossa torrada de pão de senteio no Howard Johnson, porque nós gostávamos do seu melhor café. E os pregadores sabiam que eu conhecia o irmão Branham e que conhecia o seu ministério. Eles disseram: “Bem, irmão Vayle, nós daremos a você os nossos dízimos porque você pode explicar o irmão Branham e ser de grande benefício”.  (“Princípios do Amor”, § 53)
  Porém o irmão Vayle conta que já naqueles dias havia um espírito de oposição que conspirava contra o seu ministério de ensino da mesma forma como tem operado aqui no Brasil:
  E eu tenho um osso para roer com os pregadores. Porque sou detestado com fúria por todo o mundo. Um homem carregou uma arma – tentou me matar – e eu era o diabo e ele era Deus. Porque ele estava com ciúmes porque eu podia me assentar com o irmão Branham. Eu até mesmo o persuadi a sentar-se do lado dele, porém isso não foi o bastante. Ele queria assumir o comando. Só um homem uma vez veio e se desculpou e disse: “Lee, eu estava com ciúmes por causa da sua posição junto ao irmão Branham”. Você diz: “O pensamento do irmão Vayle fede”. Sobre o que você acha que estou falando? De rosas? Não estou falando de arcanjos e dos redimidos no milênio, estou falando sobre nós. (“Princípios do Amor”, § 59)
 





Você quer saber alguma coisa sobre o irmão Branham? Então estude o irmão Lee Vayle. O profeta queria que fizéssemos isto. Temos mais de 50 sermões do Rev. Lee Vayle traduzidos para o português. Se você deseja algum impresso escreva para o ir. Domingos Rosendo:

doutrinadamensagem@gmail.com
www.doutrinadamensagem.com

REVELAÇÃO PROFÉTICA
Caixa Postal nº 12
Cep 07910 970
Francisco Morato SP - Brasil

Qualquer outra dúvida que o irmão possa ter, sinta-se à vontade para perguntar.
Deus te abençoe.
Diógenes Dornelles